top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Promessa de resolver o problema da Estrada Dona Francisca



São Bento do Sul

Desde o início do ano, a Prefeitura, através da Secretaria de Planejamento e Urbanismo, tem se debruçado no projeto relacionado à Estrada Dona Francisca, a fim de garantir a revitalização do trecho de forma que não ocorram mais problemas como os registrados ainda em 2012, logo após a pavimentação da via, gerando uma disputa judicial entre Prefeitura e a empreiteira responsável pela obra.



Conforme o prefeito Antonio Tomazini, os moradores e empresários do trecho a ser pavimentado podem ter certeza que toda a atenção vem sendo dada ao tema. Ele lembra que os chamados testes de viga foram realizados em alguns pontos, onde constatou-se que se, simplesmente tivesse sido feita a pavimentação asfáltica, novos buracos e problemas teriam surgido. “Agora, com o novo projeto, o objetivo é utilizar concreto usinado nestes locais, garantindo assim a durabilidade do pavimento”, disse.


O prefeito lembra que a questão judicial envolvendo a obra segue até hoje e já teve diversos desdobramentos. Mas, Tomazini diz que seu objetivo não é ficar apontando possíveis culpados, pois isso é a sentença quem vai dizer. Sua meta é desatar todo o nó para que então possa ser feita uma obra de qualidade. “Estamos nos esforçando ao máximo, podem ter certeza disso, mas infelizmente nem sempre as coisas andam na velocidade que queremos”, lamenta.



Conforme o Assessor de Governo da Prefeitura, Luiz Novaski, atualmente não existe impedimento por parte da Justiça para que sejam feitas obras de recuperação no trecho pavimentado em 2012 e que apresentou problemas. Ele explica que ao fim do processo, caso a Justiça entenda que a responsabilidade é da Prefeitura, então a obra estará paga, pois a empresa já recebeu pelo trabalho. “Caso a empresa seja responsabilizada, então ela terá que ressarcir os cofres públicos”, cita.


De acordo com o prefeito, a Secretaria de Planejamento e Urbanismo agora está na fase de conclusão do levantamento de custos para que, em seguida, possa ser feita a licitação e iniciar o reparo definitivo da via. “Queremos fazer algo com qualidade. Sei dos transtornos, mas estamos trabalhando muito para enfim, resolver o problema e trazer comodidade para os moradores e empresários, acabando com o pó e a lama no local”, destaca.

Commentaires


bottom of page