top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

FMD fala sobre a retomada dos esportes



São Bento do Sul

Nesta segunda-feira pela manhã (01), o diretor presidente da Fundação Municipal de Desportos (FMD), Antonio Jauri da Costa, participou de uma coletiva de imprensa para falar sobre o trabalho dentro do setor esportivo de São Bento do Sul. Ele, acompanhado dos diretores Márcio da Cruz e Cláudia Moreira de Souza, explicou sobre o principal objetivo do momento, que é a retomada das atividades, previstas para a partir do dia 10 deste mês.


De acordo com o presidente, tão logo a nova equipe assumiu, a busca por meios para fazer com que as atividades esportivas pudessem ser retomadas no município sempre foi prioridade. Por conta disso, diversos estudos e protocolos já foram criados, somente aguardando que os governos flexibilizassem seus decretos. “Estamos fazendo parte do Comitê de Crise Covid-19 e levamos as demandas para serem discutidas e analisadas. O esporte faz bem para a vida das pessoas e isso conseguimos explanar para a retomada do esporte, mas, é claro, respeitando os decretos e as medidas de proteção”, disse.


Quanto ao futebol recreativo, o Governo do Estado autorizou, na sexta-feira, a sua retomada. A FMD está finalizando o protocolo e o diretor presidente acredita que, estando tudo aprovado e seguindo as normas sanitárias da Secretaria de Saúde, a prática deverá ser liberada na próxima semana.


Ele ainda falou sobre o trabalho em geral da Fundação, pois boa parte das ações passam pela avaliação de um conselho deliberativo. Neste ponto, Antonio falou sobre uma polêmica existente após a não recontratação de alguns técnicos. O presidente explicou que a maioria das modalidades esportivas têm dois treinadores, exceto natação, que segue com três por conta de seu horário estendido de atendimento, indo das 6 horas até a meia-noite.

No caso do futebol e do judô, estas tinham treinadores a mais. “No futebol eram três e no judô, quatro.

Neste momento, por conta da pandemia, não se justificava o pagamento de mais treinadores sendo que as modalidades estão paralisadas e não existe demanda para tanto trabalho. Como era preciso ser feita a remodelação para que todas permanecessem com dois, então alguns tiveram que ser dispensados. Porém, no futuro não se descarta a contratação de mais treinadores para as modalidades, desde que haja necessidade para isso”, explicou o diretor presidente.


Antonio explicou também que não foi a FMD quem definiu quais treinadores não seriam recontratados. Foram as próprias associações esportivas. “Os treinadores são indicados pelas associações. Conversamos com elas e explicamos a necessidade. Então foram as próprias entidades que escolheram qual seria dispensado e apenas nos informaram. A FMD não tem ingerência sobre decisões internas das associações”, disse. “Foi uma questão de gestão, vivemos uma pandemia, não sabemos quando isso vai acabar e estamos sendo muito cautelosos quanto a tudo”, completou.


Devido a estas não recontratações em meio à polêmica houve quem cogitou ser uma alteração política, mas o presidente da FMD nega. Tanto que a partir de 2022 o formato de contratação dos técnicos será diferente, por meio de chamamento público. Eles poderão se inscrever e, em sendo selecionados, então serão contratados. “Se o modelo atual de contratação já fosse por meio disso, não estaríamos tendo essa polêmica, pois tudo é muito mais transparente”, acredita.


Antonio Jauri também falou sobre a contratação de novos treinadores, para o futebol e punhobol, modalidades que até o ano passado estavam sem técnico. Para ele, o objetivo é valorizar ao máximo todo o potencial esportivo de São Bento do Sul, pois o município sempre foi destaque em diversas modalidades. Além do mais, com a contratação via chamamento público, torna-se todo o processo transparente e democrático.


Viviane de Vargas Miranda

Assessoria de Comunicação Prefeitura de São Bento do Sul

Comments


bottom of page