top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Dia do Meio Ambiente: voluntários recolhem 400 quilos de lixo em praias e rios de SC



Estado

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado oficialmente nesta quarta-feira (5), e Santa Catarina está realizando ações de educação ambiental. No último sábado (1º), os chamados Tratos pelo Saneamento da Casan recolheram cerca de 400 quilos de lixo em praias e cursos d’água em Florianópolis, São José, Criciúma, Chapecó e Laguna.


Em Florianópolis e em São José, a ação se concentrou nas praias. O Trato pela Costa Norte, na Capital, fez uma limpeza simbólica na praia dos Ingleses, onde foram retirados aproximadamente 12 sacos de lixo, a maioria com bitucas de cigarro. A estimativa é de que cada participante tenha recolhido cerca de 300 bitucas, totalizando aproximadamente 3 mil bitucas de cigarro. O material foi recolhido para a coleta municipal.

Já em São José, as atividades do Trato pelo Araújo foram ao longo da orla do Município, começando no ponto de encontro em frente à placa “Eu amo São José”. Foram aproximadamente 200 quilos de lixo recolhidos em apenas uma hora. O material também apresentou muitas bitucas de cigarro, além de plásticos, canetas, pedaços de isopor e até mesmo brinquedos. Assim como na Ilha, o material foi encaminhado para o serviço de coleta municipal.


Em Chapecó, no Trato pelo São José, o lixo foi recolhido no entorno do Lajeado São José. O Lajeado é a principal zona de captação de água do Município e atualmente também está passando por uma obra de dragagem da Companhia, buscando aumentar a sua profundidade. No local, as equipes recolheram cerca de 140 kg de lixo, encaminhados para o devido descarte.


Nas duas cidades com Tratos no Sul do Estado, o foco das atividades se concentrou na distribuição de folders e mudas de plantas para a população local. Em Criciúma, foram atendidas cerca de 50 pessoas com orientações do Trato e entregues 20 mudas, 15 camisetas, 10 ecobags e 20 bonés do programa.


Em Laguna, foram repassadas 40 mudas à população e agendadas vistorias do Trato com moradores. A ação aconteceu em parceria com a Prefeitura, que recolheu equipamentos eletrônicos e resíduos sólidos para descarte.

a como fazer no programa "Saúde & Bem-Estar"Blog Diabetes BR

Agropecuária de SC também destacou suas ações para o meio ambiente

A Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (SAR) firmou compromissos nas áreas de desenvolvimento, extensão, pesquisa e defesa ambiental. As ações são realizadas de forma integrada com as empresas vinculadas: Epagri, Cidasc e Ceasa.


As ações de proteção do solo, da água e das matas são promovidas pela SAR por meio do Programa Terra Boa; Programa Protegendo o Solo e Cultivando Água e o Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono ABC+SC.


O Programa Terra Boa incentiva o uso de práticas agrícolas sustentáveis, fornecendo aos agricultores insumos como calcário para corrigir a acidez do solo e sementes de milho de alta produtividade. Em 2023, foram distribuídas mais de 400 mil toneladas de calcário, beneficiando milhares de produtores rurais.


 No Programa Protegendo o Solo e Cultivando Água o foco é a conservação do solo e da água e já orientou a proteger mais de 100 mil hectares de terra contra a erosão. O Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono ABC+SC envolve conjunto de práticas como plantio direto, recuperação de pastagens degradadas e integração lavoura-pecuária-floresta.


Busca tornar a agricultura catarinense mais sustentável, competitiva e adaptada às mudanças climáticas, consolidando o estado como referência em agropecuária de baixo carbono. A SAR também orienta sobre manejo do solo e mata ciliar para garantir a conservação agrícola e prevenir a erosão.

Comments


bottom of page