top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Atendentes Educativos dizem não à proposta da Prefeitura de São Bento




São Bento do Sul

Na noite de ontem, 19, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Bento do Sul e Região reuniu os Atendentes Educativos do município para repassar uma proposta apresentada pela administração municipal. A reunião aconteceu no plenário da Câmara de Vereadores e teve a participação da presidente Carla Hofmann (PSD) e dos vereadores Darlan Guliani (Cidadania), Jairson Sabino (PSDB), Paulo Zweifka (UB), Terezinha Dybas (PSDB), e Zuleika Voltolini (PP).


O presidente do Sindicato, Edemilson Benedito de Assis, o Mafra, iniciou dizendo que a entidade tinha levado para administração a proposta criada pelos próprios atendentes em reunião anterior, do qual pedem aumento salarial de 35%. “A prefeitura nos enviou uma proposta de acréscimo de 25% nos salários, mas vocês terão ampliar a jornada de 6 horas para 8 horas diárias. Isto é, a proposta é aumentar o número de horas e pagar proporcionalmente, sem aumento dos salários”, explicou Mafra aos presentes.


Após calorosas discussões a proposta da prefeitura foi colocada em votação sendo rechaçada por todos os profissionais presentes.


Ficou acertado que o Sindicato enviará um ofício ao prefeito Antônio Tomazini (PSDB) pedindo uma nova audiência. Os vereadores serão convidados para participarem juntamente na reunião a fim de demonstrar a insatisfação da categoria que presenciaram nas duas últimas reuniões que aconteceram na Câmara Municipal. O Sindicato buscará uma nova proposta vinda da administração municipal.


Fotos e texto - Dudu Wielewski - assessoria de imprensa Sindicato

Posts recentes

Ver tudo

Ciranda Política

Alerta A vereadora Carla Hofmann - REP, durante a Palavra Livre, falou sobre a grave situação acerca da baixa procura pelos pais para a vacinação da poliomielite de seus filhos. São Bento do Sul dever

Comments


bottom of page