top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Ataques terroristas em Brasília



Capital Federal

O domingo (8) foi marcado por tensão em Brasília. Bolsonaristas radicais invadiram as sedes do Congresso, Palácio do Planalto e STF. Os extremistas romperam o bloqueio da Polícia Militar, que lançou bombas de efeito moral, mas sem conseguir impedir o avanço. Nos prédios, vândalos promoveram quebra-quebra generalizado. A ação terminou com centenas de presos. Entre eles estão catarinenses, que já teriam sido identificados.


O ex-presidente Jair Bolsonaro condenou os ataques. O governador de Santa Catarina seguiu na mesma linha, criticando atos de violência: "O momento exige cautela", disse Jorginho Mello. Enquanto isso, o presidente Lula decretou intervenção federal em Brasília. Aqui no Estado, grupos chegaram a interditar trecho da BR-101 durante a invasão no DF, o que levou a polícia rodoviária a convocar reforços.


Veículos da NSC fizeram cobertura ao vivo dos acontecimentos no domingo, e iniciam a semana com todas as repercussões dos atentados. Nesta manhã, após decisão do ministro Alexandre de Moraes, os acampamentos bolsonaristas começaram a ser desocupados. Os detidos são levados para presídio. Os Três Poderes prometem enquadrar participantes e financiadores do movimento.


Para o colunista Renato Igor, o "Capitólio Brasileiro" precisa de punição exemplar. Neste sentido, Ânderson Silva reforça que as invasões criminosas são atestados da leniência das autoridades. Já Dagmara Spautz avalia que o dia 8 de janeiro entrará para a história como o "Dia da Infâmia", mas destaca que "a tentativa de golpe fracassou".

Comments


bottom of page