top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Alesc lança hoje Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional



Florianópolis

O deputado estadual Fabiano da Luz (PT) instala hoje (19), às 19h, no Plenarinho Deputado Paulo Stuart Wright da Assembleia Legislativa (Alesc), em Florianópolis, a Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina.

Para o deputado Fabiano, que coordenará a frente, o espaço de debate e construção deve acontecer a partir do Poder Legislativo em conjunto com as organizações da sociedade civil, para assim o Poder Executivo desenvolver ações efetivas que garantam o acesso regular e permanente a alimentos de qualidade e em quantidade suficiente para toda população.

“Há pessoas que estão passando fome, crianças que vão à escola mais para se alimentar do que para aprender, porque a merenda é a principal refeição do dia. Precisamos virar a página desta realidade no nosso Estado”, comentou.

Além do deputado Fabiano, assinaram o requerimento de instalação da frente parlamentar e o termo de adesão ao grupo de trabalho os deputados Altair Silva (PP), Adriano Pereira (PT) e Osmar Vicentini (União Brasil).

Aumenta insegurança alimentar em SC

De acordo com o Ministério da Cidadania, ao final de 2020, 137.541 catarinenses estavam em condição de extrema pobreza, ou seja, viviam com US$ 1,90/dia, ou R$ 155 mês per capita. Outros 615.315 catarinenses foram enquadrados como pobres, ou seja, vivem com US$ 5,50 dia ou R$ 450 por mês per capita.

Entidades Apoiadoras da instalação da Frente Parlamentar:

Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina - CONSEA SC;

Conselho Estadual de Alimentação Escolar de Santa Catarina - CAE SC;Fórum Catarinense de Combate aos lmpactos dos Agrotoxicos e Transgênicos - FCCIAT;

Fórum Catarinense de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional- FCSSAN;

Fórum Catarinense de Economia Solidária de Santa Catarina - FCES;

Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Santa Catarina - FETRAF SC;

Movimento das Mulheres Trabalhadoras Urbanas - MMTU;

Movimento das Mulheres Camponesas - MMC;

Rede Ecovida de Agroecologia;Pastoral da Criança de Santa Catarina;Centro de Vida Orgânica - CVO;

Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo - Cepagro;

Teia de Articulação pelo Fortalecimento da Segurança Alimentar e Nutricional da Universidade Federal de Santa Catarina - TearSAN/UFSC;

Núcleo Santa Catarina pela Alimentação Adequada e Saudável;

Movimento dos Trabalhadores sem Terra – MST.



Foto: Vicente Schmitt/Agência AL

Posts recentes

Ver tudo

Ciranda Política

Alerta A vereadora Carla Hofmann - REP, durante a Palavra Livre, falou sobre a grave situação acerca da baixa procura pelos pais para a vacinação da poliomielite de seus filhos. São Bento do Sul dever

Comments


bottom of page